Análise Temporal das Oclusivas Orais do Português Europeu: Um Estudo de Caso de Normalidade e Perturbação Fonológica (Temporal analysis of European Portuguese stops: A case study of normality and phonologically disturbance).

Barroco, Domingues, Pires, Lousada and Jesus (2007)

Revista CEFAC 9 (2), 154-163
English

This paper presents a study of duration of the different phases of stops produced by two children, one of them with phonological disturbance (speaker 2). The corpus includes 54 real words, with stop consonants in initial, medial and final position. In this study participated two native speakers of European Portuguese (EP), aged seven and eight years. The results for the EP speaker 1 showed that the total duration of voiceless stop consonants was greater than voiced stop consonants. The VOT was, in general, larger for voiceless stops than in voiced stop consonant. Speaker 2 (with phonological disorder) devoiced the stop [g], and the stop consonant [d] was devoiced in initial position and voiced in medial and final position. The stop consonant [b] was normally voiced. Most of the analyzed durations present similar values for both speakers.

Portuguese

Neste artigo são analisadas as durações das diferentes fases das oclusivas produzidas por duas crianças, uma delas com perturbação fonológica (informante 2). O corpus é constituído por 54 palavras com oclusivas em posição inicial, medial e final. Neste estudo participaram dois informantes nativos do Português Europeu (PE), com sete e oito anos de idade. Os resultados obtidos para o PE (informante 1) para a duração total das oclusivas mostram que a duração das oclusivas não vozeadas é superior à das oclusivas vozeadas. O VOT é, de forma geral, superior para as oclusivas não vozeadas, relativamente às oclusivas vozeadas. A informante 2 (com perturbação fonológica) efectua desvozeamento da oclusiva vozeada [g] em todas as posições de palavra e em posição inicial da oclusiva [d], vozeando-a em posição medial e final. A oclusiva [b] é normalmente vozeada. A maioria dos parâmetros analisados acompanhou a normalidade existindo excepções.


Last updated 25/6/2007
lmtj@ua.pt
Luís Miguel Teixeira de Jesus

Back to Homepage